13/04/2018
Vamos Conversar Sobre a Morte
Fonte:  Veja

A morte é a única certeza da vida e, por isso, não devemos temê-la

E por que não nos preparamos? Por não conversamos abertamente sobre essa única certeza?

A morte deve ser aceita com naturalidade. (//iStock

O medo, os preconceitos, a fragilidade que essa conversa expõe são maiores do que a nossa vontade de libertação desses temores. Há tempos na nossa vida onde as palavras não chegam. Tempos onde entramos em contato com o que há de mais profundo em nós mesmos, buscando respostas, sentidos, verdade. O tempo de morrer é um desses momentos. Rilke, em Cartas a um jovem poeta, traz aquela que é, na minha opinião, a mais sublime explicação para o que vivenciamos no final da vida.

Seja como expectadores, seja como protagonistas, a morte é um espaço onde as palavras não chegam. Tem momentos que vivi acompanhando pacientes na sua fronteira da vida que jamais poderiam ser traduzidos fielmente em palavras. O indizível é a melhor expressão da experiência de vivenciar a morte. Na vida humana, talvez somente a experiência de nascer possa ser tão intensa quanto o processo de morte. E talvez seja por isso mesmo que tememos tanto esse tempo. O mais inquietante é que todos nós passaremos por ela ou acompanharemos a morte de quem amamos.

Trecho extraído do livro – A Morte é um dia que vale a pena viver, de minha autoria, da editora Casa da Palavra

Voltar

PH Med Ultrasound Systems

Copyright 2000-2018 PH Med. Todos os direitos reservados | desenvolvido por ALSITE